PORTO DE NATAL - RN

 


Mais Fotos Mais Fotos

ORIGEM

O projeto do porto de Natal foi aprovado pelo Decreto nº 15.277, de 14/1/22, e teve sua execução iniciada no mesmo ano, pela contratada C.H. Walker & Cia. Ltda., sendo interrompido de 1924 a 1927.

O Decreto nº 21.995, de 21/10/32, determinou que a administração e a exploração do porto ficasse a cargo da respectiva fiscalização, subordinada ao Departamento Nacional de Portos e Navegação. Assim, em 24/10/32, as suas primeiras instalações foram inauguradas, começando a operar. O porto continuou a ser administrado pela União nos período de existência dos Departamento de Portos, Rios e Canais e Departamento de Portos e Vias Navegáveis e posteriormente pela Portobrás, criada em 1976.

A partir de 1983, a Administração do Porto passou a integrar a Companhia Docas do Estado do Rio Grande do Norte (Coder n), nos termos da Assembléia Geral de Acionistas da Portobrás, de 6/4/81.

ADMINISTRAÇÃO

Pela Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern).

LOCALIZAÇÃO

Na cidade de Natal (RN), à margem direita do rio Potengi, a uma distância de 3km da sua foz.

ÁREA DE INFLUÊNCIA

Inclui todo o estado do Rio Grande do Norte, especialmente os municípios de Mossoró, Pau dos Ferros, Areia Branca, Macau e Ceará-Mirim.

ÁREA DO PORTO ORGANIZADO

Conforme a Portaria-MT nº 1.029, de 20/12/93 (D.O.U. de 22/12/93), a área do porto organizado de Natal, no estado do Rio Grande do Norte, é constituída:

a) pelas instalações portuárias terrestres existentes na margem direita do rio Potengi, desde a Base Naval de Natal até o molhe leste, na interseção com o arrecife de Natal, junto ao Forte dos Reis Magos, abrangendo todos os cais, docas, pontes e píeres de atracação e de acostagem, armazéns, edificações em geral e vias internas de circulação rodoviária e ferroviária e ainda os terrenos ao longo dessa faixa marginal e em suas adjacências pertencentes à União, incorporadas ou não ao patrimônio do porto de Natal ou sob sua guarda e responsabilidade;

b) pela infra-estrutura de proteção e acesso aquaviário, tais como áreas de fundeio, bacias de evolução, canal de acesso e áreas adjacentes a esse até as margens das instalações terrestres do porto organizado, conforme definido no item "a" acima, existentes ou que venham a ser construídas e mantidas pela Administração do Porto ou por outro órgão do poder público.

ACESSOS

· RODOVIÁRIO – Pelas rodovias federais BR-101 e BR-226, ambas encontrando a BR-304, próximo a Natal, e a BR-406.

· FERROVIÁRIO – O porto é ligado a outros estados nordestinos pela Companhia Ferroviária
do Nordeste (CFN) da malha Nordeste, antiga Rede Ferroviária Federal S.A. (RFFSA), Superintendência Regional Recife (SR 1).

· MARÍTIMO – A barra está situada próximo à foz do rio Potengi, sendo limitada a leste pelo arrecife de Natal e a oeste pela Pedra da Baixinha. Tem largura de 150m e profundidade de 8,5m. O canal de acesso possui extensão de 2km, largura entre 90m e 400m e profundidade mínima de 5,3m e máxima de 7m.

INSTALAÇÕES

O cais comercial, com 400m, possui dois berços de atracação, um deles com 7m de profundidade e o outro com 10m. O Terminal das Dunas, operado pela Petrobrás, compreende um trecho de 100m, entre dolfins. O porto dispõe de três armazéns para carga geral, totalizando a área de 5.400 m2; Compõem, ainda, as instalações de armazenagem, três galpões, perfazendo 1.068m2, e um pátio a céu aberto, de 10.836m2. Para álcool e derivados de petróleo existem 12 tanques, de instalações privadas, somando a capacidade estática de 62.900t.

EQUIPAMENTOS

3 esteiras transportadoras, 3 sugadores portáteis, 1 moega, 15 empilhadeiras e, por locação,1 guindaste móvel para 90t.

FACILIDADES

O porto de Natal dispõe de 80 tomadas elétricas, com 420V para contêineres frigorificados e de tomadas no cais para suprimento de água, com vazão de 25m3/h. Cais e pátios possuem iluminação noturna, podendo operar, a critério do usuário, 24h ininterruptamente.

O terminal de Dunas, especializado na movimentação de combustíveis (exclusiva), localiza-se na Área do Porto Organizado e é privado da Petrobrás. Dessa mesma empresa existem, fora da Área do Porto Organizado, no município de Guamaré (RN), um cais para contêineres frigorificados e de tomadas no cais para suprimento de água, com vazão de movimentação de pequenas cargas e um quadro de bóias especializado na movimentação de óleo bruto (petróleo).

 

COMPANHIA DOCAS DO RIO GRANDE DO NORTE (CODER N)

Av. Engº Hildebrando de Góis, 220 – Ribeira

CEP: 59010-700 – Natal (RN)

PABX: (84) 211-5311

Tel.: (84) 222-3932

Telefax: (84) 221-6072

E-mail: codern@cabugisat.com.br